Colégio Nossa Senhora da Piedade

Capoeira, uma aula e múltiplas aprendizagens.

O movimento é parte integrante da vida humana. As primeiras interações com o mundo se dão por meio do movimento. Por isso, a Educação Física é essencial para o desenvolvimento integral de crianças e jovens. Para incentivar a meninada do Maternal III, o Colégio Nossa Senhora da Piedade teve uma animada aula de Capoeira que trabalhou, de forma lúdica e divertida, valores como a postura, a interação e o respeito às diferenças e ao adversário. A atividade também promoveu o desenvolvimento de habilidades motoras e de capacidades físicas como agilidade, flexibilidade e força.

A Capoeira é uma expressão cultural brasileira que mistura arte marcial, esporte, cultura popular e música. “É uma atividade que se destaca por sua musicalidade. Seus ensinamentos não se limitam à luta e ao jogo, incluem tocar os instrumentos típicos e cantar ”, explica o educador físico Hélio Ferreira.

A aprendizagem dos movimentos leva as crianças a  conhecerem seu próprio corpo, além de se expressarem através dele. “Um saber corporal inclui as dimensões do movimento, indica afetividades, promove trocas afetivas e facilita a comunicação e a expressão das ideias. Além disso, favorece as habilidades motoras finas que contribuem também no desenho, na pintura, na modelagem, na escultura, no recorte, na colagem e nas atividades de escrita”, explica a professora Jéssica de Souza.

São inúmeros os benefícios da prática. Desde a exploração do mundo físico e o conhecimento do espaço, à apropriação da imagem corporal. Em consonância com a nova Base Nacional Comum Curricular, a BNCC, a Capoeira trabalha atividades que levam as crianças a construírem uma imagem positiva de si mesmas, ampliando sua autoconfiança e identificando suas possibilidades e limitações.

“Ajudar os estudantes a construírem sua autonomia, a saberem expressar suas necessidades e sentimentos e se interessarem pelo cuidado com o próprio corpo são alguns objetivos dessa proposta. Acreditamos que essa prática ajuda ainda a valorizar ações de cooperação e solidariedade, desenvolvendo atitudes de ajuda e colaboração, além de desenvolver a disciplina e a compreensão de regras de convivência em grupo”, finaliza a docente.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *